FT-CI

Regiões

Europa do Leste





  • CONFERÊNCIA INTERNACIONALISTA EM PARIS (pARTE 2)

    Conferência em Paris: Por um movimento contra a guerra, a xenofobia e a supressão de liberdades

    09.12.2015 No 5 e 6 de dezembro aconteceu em Paris uma conferência européia organizada pela Corrente Comunista Revolucionária (CCR) do NPA da França, o grupo Classe contra Classe (CcC) do Estado Espanhol e a Organização Revolucionária Internacionalista (RIO) da Alemanha. Publicamos a segunda parte da entrevista aos organizadores, Juan Chingo e Daniela Cobet da França, Santiago Lupe do Estado Espanhol e a Stefan Schneider da Alemanha.

  • Conferência internacionalista em Paris (PARTE 1)

    Debates para uma ofensiva da esquerda revolucionária na Europa

    09.12.2015 Nos dias 5 e 6 de dezembro aconteceu em Paris uma conferência européia organizada pela Corrente Comunista Revolucionária (CCR) do NPA da França, o grupo Classe contra Classe (CcC) do Estado Espanhol e a Organização Revolucionária Internacionalista (RIO) da Alemanha. Entrevistamos Juan Chingo e Daniela Cobet da França, Santiago Lupe do Estado Espanhol e Stefan Schneider da Alemanha sobre os debates e conclusões desta importante reunião.

  • A volta da ideologia reacionária do “choque de civilizações”

    17.09.2015 Ao calor da decomposição dos pilares fundamentais da União Europeia, como é o Euro com a crise grega e agora a liberdade de circulação (em especial das mercadorias!!!) com o redescobrimento da burguesia dos distintos países europeus das fronteiras, a ideologia cosmopolita – já feita em trapos com a crise econômica – se transforma em seu contrário com a crise migratória.

    AUTOR Juan Chingo | ORGANIZAÇÃO Courant Communiste Révolutionnaire du NPA
  • A “nova” política migratória alemã: menos direitos e mais fronteiras

    12.09.2015 No domingo passado, as cúpulas do governo alemão se juntaram para discutir sobre a “crise migratória”. Sua resposta é clara e desmascara o discurso hipócrita de “solidariedade” e “direitos humanos universais”. Restringem mais as leis de asilo e atacam os direitos dos refugiados.

    AUTOR Peter Robe | ORGANIZAÇÃO RIO (Revolutionäre Internationalistische Organisation/ Organização Revolucionária Internacionalista), da Alemanha
  • GRÉCIA REFERENDO

    A Europa do capital contra o povo grego

    04.07.2015 As declarações dos principais mandatários europeus, chamando a votar “SIM” na consulta grega de domingo, formam parte de uma descarada campanha de ingerência imperialista que busca infligir uma derrota humilhante ao governo do Syriza e ao povo grego. Nesta operação participam representantes do BCE e da UE, mandatários europeus e o FMI; conservadores e socialdemocratas, as duas alas do mesmo partido da Troika, de que também formam parte Nova Democracia, PASOK, To Potami e toda a oposição capitalista grega.

    AUTOR Diego Lotito , Josefina Martinez | ORGANIZAÇÃO MRT (Movimento Revolucionário de Trabalhadores) do Brasil
  • Declaração da Fração Trotskista - Quarta Internacional

    Com os trabalhadores e o povo grego contra a chantagem imperialista

    30.06.2015 A “Troika” (a União Europeia, o FMI e o Banco Central Europeu) sob a direção do governo alemão e dos grandes bancos imperialistas colocou a Grécia contra a parede. Apesar das concessões que o governo do Syriza vem fazendo, tendo apresentado um plano de ajustes que contempla cerca de 90% das exigências dos credores, a Europa do capital e o FMI não se deram por satisfeitos e querem mais. Exigem uma rendição total do povo grego. Não ã chantagem imperialista contra o povo grego. Não ao pagamento dívida e ao plano de austeridade. Reproduzimos abaixo a declaração da Fração Trotskista – Quarta Internacional (FT-QI). Declaração da Fração Trotskista - Quarta Internacional (FT-QI)

  • Europa

    Manifestação em Berlim em solidariedade ã Grécia

    13.02.2015 Na quarta-feira desta semana se manifestaram centenas de pessoas diante da embaixada da União Europeia em Berlim. Ao mesmo tempo em que na Grécia 15000 pessoas se manifestavam na praça Syntagma em Atenas, em Berlim protestaram contra a chantagem da Troika encabeçada pela Alemanha.

    AUTOR Stefan Schneider | ORGANIZAÇÃO RIO (Revolutionäre Internationalistische Organisation/ Organização Revolucionária Internacionalista), da Alemanha
  • Ucrania

    Uma ordem mundial em disputa na Ucrânia

    17.09.2014 Como resposta ã crescente implicação militar russa no conflito ucraniano, a Aliança do Atlà¢ntico (OTAN) se prepara para acelerar seus planos de criar uma força de reação rápida, com equipamentos leves e composta por “vários milhares” de soldados, capazes de serem destacados em pouco tempo contra potenciais agressões russas. Em meio ã próxima reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas, as forças ucranianas perderam diversos pontos estratégicos para os separatistas, como a cidade de Novoazovsk (próximo ao porto de Mariúpol no mar de Azov, principal cidade de Donetsky) e o aeroporto da província de Lugansk. Isto fortaleceu o discurso do presidente russo Vladimir Putin para que o governo de Kiev aceite a exigência de maior autonomia para as províncias de fala russa na Ucrânia, ao qual o governo de Poroshenko se nega, anunciando levar para Washington a exigência de que os rebeldes pró-russos sejam reconhecidos como “organizações terroristas”.

    AUTOR André Augusto | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • CRISE NA UCRÂNIA

    Recrudescem os combates no leste da Ucrânia

    28.05.2014 Após as eleições presidenciais de domingo 25/05, onde ganhou com folga o magnata Poroshenko com mais de 50% dos votos e, após uma breve trégua para permitir o andamento dos comícios, segunda-feira, 26, se reiniciaram e recrudesceram os combates na região do Donbass, no leste da Ucrânia. Centrados na luta pelo controle do estratégico aeroporto da cidade de Donetsk, ao fechamento desta edição os combates se arrastavam por três dias sem trégua e mais de cem mortos e dezenas de feridos.

    AUTOR Diego Dalai | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • UCRÂNIA

    A disputa entre a Rússia e as potências imperialistas

    08.03.2014 Na última semana a Ucrânia se transformou em um campo de batalha do que muitos analistas já chamam de uma “nova guerra fria” entre os Estados Unidos (e a União Europeia) por um lado, e a Rússia por outro, em que estão em jogo importantes interesses econômicos e geopolíticos. As potências imperialistas estão tentando capitalizar a queda do governo pró-russo Yanukovich e sua substituição por um governo pró-europeu para arrancar a Ucrânia da órbita de influencia da Rússia e alinhá-la com os interesses dos Estados Unidos e da UE, o que inclui a expansão militar da OTAN até as fronteiras russas. Como resposta, o presidente Vladimir Putin deslocou dezenas de milhares de soldados na fronteira ocidental com a Ucrânia e incrementou a presença militar na península da Crimeia. Esta foi uma mensagem de Putin de que não vai cair de braços cruzados olhando como as potências ocidentais tecem um cerco em torno da Rússia.

    AUTOR Claudia Cinatti | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • QUEDA DE YANUKOVICH NA UCRÂNIA

    Aonde vai a Ucrânia?

    01.03.2014 Depois de semanas com violentos enfrentamentos, que deixaram um saldo de quase 100 mortos, entre eles vários policiais, a 23 de fevereiro o parlamento ucraniano destituiu o presidente Víctor Yanukovich, nomeou Alexandr Turchinov (do principal partido opositor liberal) como presidente provisório, e chamou a eleições antecipadas para o dia 25 de maio.

    AUTOR Claudia Cinatti | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
    .. (16)

Jornais

  • EDITORIAL

    PTS (Argentina)

  • Actualidad Nacional

    MTS (México)

  • EDITORIAL

    LTS (Venezuela)

  • DOSSIER : Leur démocratie et la nôtre

    CCR NPA (Francia)

  • ContraCorriente Nro42 Suplemento Especial

    Clase contra Clase (Estado Español)

  • Movimento Operário

    MRT (Brasil)

  • LOR-CI (Bolivia) Bolivia Liga Obrera Revolucionaria - Cuarta Internacional Palabra Obrera Abril-Mayo Año 2014 

Ante la entrega de nuestros sindicatos al gobierno

1° de Mayo

Reagrupar y defender la independencia política de los trabajadores Abril-Mayo de 2014 Por derecha y por izquierda

La proimperialista Ley Minera del MAS en la picota

    LOR-CI (Bolivia)

  • PTR (Chile) chile Partido de Trabajadores Revolucionarios Clase contra Clase 

En las recientes elecciones presidenciales, Bachelet alcanzó el 47% de los votos, y Matthei el 25%: deberán pasar a segunda vuelta. La participación electoral fue de solo el 50%. La votación de Bachelet, representa apenas el 22% del total de votantes. 

¿Pero se podrá avanzar en las reformas (cosméticas) anunciadas en su programa? Y en caso de poder hacerlo, ¿serán tales como se esperan en “la calle”? Editorial El Gobierno, el Parlamento y la calle

    PTR (Chile)

  • RIO (Alemania) RIO (Alemania) Revolutionäre Internationalistische Organisation Klasse gegen Klasse 

Nieder mit der EU des Kapitals!

Die Europäische Union präsentiert sich als Vereinigung Europas. Doch diese imperialistische Allianz hilft dem deutschen Kapital, andere Teile Europas und der Welt zu unterwerfen. MarxistInnen kämpfen für die Vereinigten Sozialistischen Staaten von Europa! 

Widerstand im Spanischen Staat 

Am 15. Mai 2011 begannen Jugendliche im Spanischen Staat, öffentliche Plätze zu besetzen. Drei Jahre später, am 22. März 2014, demonstrierten Hunderttausende in Madrid. Was hat sich in diesen drei Jahren verändert? Editorial Nieder mit der EU des Kapitals!

    RIO (Alemania)

  • Liga de la Revolución Socialista (LRS - Costa Rica) Costa Rica LRS En Clave Revolucionaria Noviembre Año 2013 N° 25 

Los cuatro años de gobierno de Laura Chinchilla han estado marcados por la retórica “nacionalista” en relación a Nicaragua: en la primera parte de su mandato prácticamente todo su “plan de gobierno” se centró en la “defensa” de la llamada Isla Calero, para posteriormente, en la etapa final de su administración, centrar su discurso en la “defensa” del conjunto de la provincia de Guanacaste que reclama el gobierno de Daniel Ortega como propia. Solo los abundantes escándalos de corrupción, relacionados con la Autopista San José-Caldera, los casos de ministros que no pagaban impuestos, así como el robo a mansalva durante los trabajos de construcción de la Trocha Fronteriza 1856 le pusieron límite a la retórica del equipo de gobierno, que claramente apostó a rivalizar con el vecino país del norte para encubrir sus negocios al amparo del Estado. martes, 19 de noviembre de 2013 Chovinismo y militarismo en Costa Rica bajo el paraguas del conflicto fronterizo con Nicaragua

    Liga de la Revolución Socialista (LRS - Costa Rica)

  • Grupo de la FT-CI (Uruguay) Uruguay Grupo de la FT-CI Estrategia Revolucionaria 

El año que termina estuvo signado por la mayor conflictividad laboral en más de 15 años. Si bien finalmente la mayoría de los grupos en la negociación salarial parecen llegar a un acuerdo (aún falta cerrar metalúrgicos y otros menos importantes), los mismos son un buen final para el gobierno, ya que, gracias a sus maniobras (y las de la burocracia sindical) pudieron encausar la discusión dentro de los marcos del tope salarial estipulado por el Poder Ejecutivo, utilizando la movilización controlada en los marcos salariales como factor de presión ante las patronales más duras que pujaban por el “0%” de aumento. Entre la lucha de clases, la represión, y las discusiones de los de arriba Construyamos una alternativa revolucionaria para los trabajadores y la juventud

    Grupo de la FT-CI (Uruguay)