FT-CI

LER-QI, Brasil

  • Encontro Nacional de Trabalhadores "Façamos como os garis do Rio de Janeiro"

    Mais de 200 trabalhadores fundam o Movimento Nossa Classe

    31.03.2014 O Encontro de Trabalhadores, ocorrido no último sábado 29 de março, mostrou que os garis do Rio de Janeiro abriram uma nova fase no movimento operário brasileiro, para a qual nos preparamos fundando o Movimento Nossa Classe.

  • Encontro de Trabajadores en Brasil

    Viagem internacionalista em apoio aos garis do Rio de Janeiro

    29.03.2014 Alejandro Vilca, dirigente do PTS e delegado dos coletores de lixo do SEOM de Jujuy, viajou esta semana ao Brasil para participar de um encontro de trabalhadores na cidade de São Paulo neste final de semana, onde participarão os garis do Rio de Janeiro, que acabam de protagonizar uma dura greve há semanas na cidade do Rio – em meio ao carnaval – ante os baixos salários e as péssimas condições de trabalho do setor. Esta greve foi um rotundo triunfo contra o governo e a burocracia sindical.

  • Boletim especial da corrente de trabalhadores, mulheres e jovens "Nossa Classe"

    Boletim Nossa Classe

    29.03.2014 Nós, que participamos ativamente da greve dos garis, nos solizarizando, indo em cada piquete, assembléia e manifestação, com companheiros de diversas categorias de trabalhadores de todo o país que apoiaram ativamente esta greve, nos dirigimos aos trabalhadores e estudantes para fazer conhecidas algumas lições que tiramos desta greve histórica...

  • SEGUIR OS EXEMPLOS DOS GARIS!

    Encontro de Trabalhadores - Façamos como os garis do Rio de Janeiro!

    26.03.2014 Depois das grandes jornadas de junho em 2013, com a juventude ã frente, o Brasil é novamente sacudido, agora por uma forte greve operária. Os garis do Rio de Janeiro, categoria majoritariamente negra, impuseram uma vitória histórica, passando por cima da direção burocrática do sindicato da UGT, se auto-organizando desde a base e derrotando os patrões e o governo de Paes.

  • DERROTANDO A BUROCRACIA É POSSÍVEL DERROTAR OS GOVERNOS E OS PATRÕES!

    Os Garis do Rio venceram! Façamos como eles!

    16.03.2014 Os garis do Rio protagonizaram uma das maiores lutas e provavelmente a maior vitória da classe trabalhadora brasileira em muitos anos. Se enfrentaram primeiro com o sindicato vendido, ligado ã hiper-pelega UGT que atacava a greve em comunicados na imprensa, se apressava em fechar acordos com a prefeitura, por fora de consultar os grevistas e em flagrante desafio aos trabalhadores. Também se enfrentaram com a justiça do trabalho, que decretou sua greve como ilegal. Tiveram que derrotar a empresa estatal e o empresário da AMBEV, Roriz, que está em seu comando. Ganharam apoio da categoria e da população e venceram todas as declarações da empresa e da prefeitura de que os grevistas eram “vândalos”, “marginais” e eram uma minoria de apenas 300 garis, e, mais derrotaram as 300 demissões ilegais e arbitrárias anunciadas por Paes e pela Comlurb.

  • Solidariedade ativa a luta dos trabalhadores garis no RJ

    08.03.2014 Solidariedade ativa a luta dos trabalhadores garis no RJ que vem realizando uma luta exemplar, se enfrentando com a burocracia sindical, o governo de Paes e de Cabral e conquistando a população e a juventude ao seu lado por todas suas reivindicações. NENHUMA REPRESSÃO AOS LUTADORES! QUE TODAS AS REIVINDICAÇÕES DOS GARIS SEJAM ATENDIDAS! POR UMA CAMPANHA NACIONAL DE SOLIDARIEDADE AOS GARIS DO RIO DE JANEIRO! Solidariedade ativa a luta dos trabalhadores garis no RJ

  • GREVE DOS GARIS NO RIO DE JANEIRO

    Os garis podem vencê-los

    07.03.2014 Desde o dia 1° de março a cidade do Rio de Janeiro teve um fato novo e muito relevante neste carnaval. A greve dos garis tem mostrado o valor que têm na manutenção da cidade e da saúde pública. Por culpa do presidente da Comlurb e com o vergonhoso apoio dos burocratas sindicais do Sindicato do Asseio – sindicalistas que não trabalham, se vendem para os governantes e os capitalistas enquanto os trabalhadores deixam sua vida num trabalho insalubre e desgastante –, a cidade do Rio de Janeiro teve um carnaval que mostrou a verdadeira sujeira que esconde a “Cidade Maravilhosa”.

  • BASTA DE CRIMINALIZAR E REPRIMIR O DIREITO A MANIFESTAÇÃO!

    Respondamos com atos massivos no dia 13/03 em todo o país

    25.02.2014 O 2° ato contra a Copa, realizado em São Paulo no dia 22/02, foi vítima de uma orquestrada política de amedrontamento, criminalização e repressão por parte das forças repressivas do Estado. Desde a morte do cinegrafista Santiago Andrade, setores mais descaradamente reacionários da sociedade vêm buscando utilizar de forma oportunista esse lamentável acidente para recrudescer a legislação e a orientação repressiva do Estado para cercear o livre direito de manifestação e protesto da população, que desde junho de 2013 vem expressando um profundo descontentamento social e político.

  • Argentina: Condenam ã prisão perpétua os trabalhadores petroleiros de Las Heras

    Dia 5 de fevereiro manifestemos nossa solidariedade internacionalista!

    04.02.2014 No dia 12 de dezembro, o juiz de Caleta Olivia, na Argentina condenou três trabalhadores ã prisão perpétua pela morte do policial Sayago em um levante de 2006, na mais dura condenação contra trabalhadores desde 1983. Trata-se de um julgamento completamente injusto, declarado duas vezes nulo.

  • DEMISSÕES NA GM EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

    Por um plano de luta para barrar os ataques aos trabalhadores da GM

    07.01.2014 No final de 2013 a patronal da General Motors de São José dos Campos consumou a demissão de centenas de trabalhadores de uma de suas unidades nessa cidade (a chamada MVA), concluindo o fechamento da mesma. As demissões se dão num período em que a GM vem anunciando lucros altíssimos e crescentes.

  • RIO DE JANEIRO

    Anos após anos o Rio de Janeiro sofre com o caos capitalista

    17.12.2013 Mais de seis mil desabrigados, três mortos, escombros e sofrimento para os atingidos em todo o Rio de Janeiro, e ainda não são as chuvas de verão. Enquanto isso o prefeito Paes faz demagogia, Cabral vai ã praia de helicóptero e os vereadores iniciam férias. Não foi só a chuva. Uma casta de políticos governa contra os trabalhadores e o povo pobre, se enriquecendo e favorecendo os negócios dos capitalistas sem atender as necessidades populares.

  • LIÇÕES DE JUNHO PARA UMA PERSPECTIVA REVOLUCIONáRIA

    O PSOL e o PSTU não passaram a prova de junho, é necessário colocar de pé um novo partido revolucionário de trabalhadores

    11.12.2013 Nesta edição do Jornal Palavra Operária, condensamos as conclusões do IV Congresso da LER-QI, que encaramos como continuidade do Encontro de Trabalhadores e Jovens que reuniu mais de 800 pessoas duas semanas antes. Foram duas oportunidades onde nosso centro foi debater as lições de junho, que devem ser o norte estratégico para encarar a mudança de etapa no Brasil: uma junto a centenas de independentes com os quais viemos atuando em comum, outra com a militância da LER-QI, entre os quais, dezenas de delegados eleitos.

  • REALIZOU-SE O IV CONGRESSO DA LER-QI

    Lições das jornadas de junho e a luta por uma nova organização revolucionária de trabalhadores no Brasil

    21.11.2013 Nos dias 15, 16 e 17 de novembro realizou-se em São Paulo o IV Congresso da LER-QI. Participaram trabalhadores da indústria alimentícia, metalúrgicos, metroviários, professores, bancários, trabalhadores da USP, além de estudantes que protagonizaram algumas das lutas mais importantes do último período, como as ocupações da USP e Unicamp, e a greve da UNESP, mulheres trabalhadoras precarizadas e militantes do Pão e Rosas, dos LGBTTs, jovens intelectuais, e militantes de extensa tradição trotskista. A participação da FT através da presença de Emilio Albamonte, dirigente do PTS, enriqueceu o conjunto das discussões, e fez com que esse Congresso assumisse um forte caráter internacionalista. Entrevistamos Simone Ishibashi, diretora da revista Estratégia Internacional Brasil sobre as resoluções internacionais que orientarão a LER-QI no próximo período.

  • Lições de Junho para uma perspectiva revolucionária

    Grande Encontro reúne mais de 800 trabalhadores e jovens de todo o país

    03.11.2013 Foram mais de 800 inscritos e vários outros presentes no Encontro de trabalhadores, estudantes, mulheres, negros e negras e [email protected] pela liberdade sexual realizado no sábado, dia 2/11, na Casa de Portugal em SP, atendendo ao chamado a um Encontro Nacional para debater as "Lições de Junho para uma perspectiva revolucionária", organizado pela LER-QI.

  • RIO DE JANEIRO URGENTE

    Por uma imediata campanha nacional em solidariedade aos profissionais da educação do Rio! Abaixo a repressão de Cabral e Eduardo Paes!

    01.10.2013 A prefeitura de Eduardo Paes, o governo de seu padrinho político Sérgio Cabral, e toda corja de deputados e vereadores representantes dos grandes empresários que lhes apoiam e lucram com seus governos, chegaram nos últimos dias a um novo patamar de repressão. Hospitalizaram dezenas de professores na repressão ã ocupação ã câmara de vereadores na madrugada do domingo 29/09.

  • LUTAS OPERáRIAS

    Unificar as lutas em curso

    26.09.2013 Em junho a juventude foi ás ruas por muito mais do que vinte centavos, mostrou para todos que é possível conquistar, que é possível ir além da miséria do possível do lulismo. As paralisações nacionais de 11 de julho e 30 de agosto colocaram os trabalhadores em cena. No entanto, as direções das principais centrais, ligadas aos governos ou ás oposições patronais, impediram que a luta dos trabalhadores se unificasse com a juventude. Chamaram a parar “pela pauta da classe trabalhadora” e não pela “pauta das ruas”. A chamada pauta das centrais contém uma série de reivindicações, como o fim do fator previdenciário, que interessa aos trabalhadores e a todo o povo. Essas demandas apareceram separadas da luta por um transporte público, gratuito e de qualidade e outras demandas contra os gastos da Copa, contra a corrupção, por saúde, educação e moradia digna.

  • Sao Paulo

    Liberdade imediata aos 20 presos em São Paulo! Abaixo a repressão dos governos e a violência policial!

    09.09.2013 Hoje, no dia 07 de setembro, centenas de jovens e trabalhadores que marchavam nas ruas de São Paulo denunciando a violência policial, a repressão aos movimentos sociais, o desaparecimento de Amarildo e a prisão dos Black Bloc no Rio de Janeiro, junto das exigências das mobilizações de junho com relação ã saúde, educação e transporte foram brutalmente reprimidos pela polícia de Dilma, Alckmin e Haddad!


0 | 20 | 40 | 60 | 80 | 100 | 120 | 140 | 160 | ... | 220 .. (236)

Jornais

  • PTS (Argentina)

  • Actualidad Nacional

    MTS (México)

  • LTS (Venezuela)

  • DOSSIER : Leur démocratie et la nôtre

    CCR NPA (Francia)

  • ContraCorriente Nro42 Suplemento Especial

    Clase contra Clase (Estado Español)

  • Movimento Operário

    MRT (Brasil)

  • LOR-CI (Bolivia) Bolivia Liga Obrera Revolucionaria - Cuarta Internacional Palabra Obrera Abril-Mayo Año 2014 

Ante la entrega de nuestros sindicatos al gobierno

1° de Mayo

Reagrupar y defender la independencia política de los trabajadores Abril-Mayo de 2014 Por derecha y por izquierda

La proimperialista Ley Minera del MAS en la picota

    LOR-CI (Bolivia)

  • PTR (Chile) chile Partido de Trabajadores Revolucionarios Clase contra Clase 

En las recientes elecciones presidenciales, Bachelet alcanzó el 47% de los votos, y Matthei el 25%: deberán pasar a segunda vuelta. La participación electoral fue de solo el 50%. La votación de Bachelet, representa apenas el 22% del total de votantes. 

¿Pero se podrá avanzar en las reformas (cosméticas) anunciadas en su programa? Y en caso de poder hacerlo, ¿serán tales como se esperan en “la calle”? Editorial El Gobierno, el Parlamento y la calle

    PTR (Chile)

  • RIO (Alemania) RIO (Alemania) Revolutionäre Internationalistische Organisation Klasse gegen Klasse 

Nieder mit der EU des Kapitals!

Die Europäische Union präsentiert sich als Vereinigung Europas. Doch diese imperialistische Allianz hilft dem deutschen Kapital, andere Teile Europas und der Welt zu unterwerfen. MarxistInnen kämpfen für die Vereinigten Sozialistischen Staaten von Europa! 

Widerstand im Spanischen Staat 

Am 15. Mai 2011 begannen Jugendliche im Spanischen Staat, öffentliche Plätze zu besetzen. Drei Jahre später, am 22. März 2014, demonstrierten Hunderttausende in Madrid. Was hat sich in diesen drei Jahren verändert? Editorial Nieder mit der EU des Kapitals!

    RIO (Alemania)

  • Liga de la Revolución Socialista (LRS - Costa Rica) Costa Rica LRS En Clave Revolucionaria Noviembre Año 2013 N° 25 

Los cuatro años de gobierno de Laura Chinchilla han estado marcados por la retórica “nacionalista” en relación a Nicaragua: en la primera parte de su mandato prácticamente todo su “plan de gobierno” se centró en la “defensa” de la llamada Isla Calero, para posteriormente, en la etapa final de su administración, centrar su discurso en la “defensa” del conjunto de la provincia de Guanacaste que reclama el gobierno de Daniel Ortega como propia. Solo los abundantes escándalos de corrupción, relacionados con la Autopista San José-Caldera, los casos de ministros que no pagaban impuestos, así como el robo a mansalva durante los trabajos de construcción de la Trocha Fronteriza 1856 le pusieron límite a la retórica del equipo de gobierno, que claramente apostó a rivalizar con el vecino país del norte para encubrir sus negocios al amparo del Estado. martes, 19 de noviembre de 2013 Chovinismo y militarismo en Costa Rica bajo el paraguas del conflicto fronterizo con Nicaragua

    Liga de la Revolución Socialista (LRS - Costa Rica)

  • Grupo de la FT-CI (Uruguay) Uruguay Grupo de la FT-CI Estrategia Revolucionaria 

El año que termina estuvo signado por la mayor conflictividad laboral en más de 15 años. Si bien finalmente la mayoría de los grupos en la negociación salarial parecen llegar a un acuerdo (aún falta cerrar metalúrgicos y otros menos importantes), los mismos son un buen final para el gobierno, ya que, gracias a sus maniobras (y las de la burocracia sindical) pudieron encausar la discusión dentro de los marcos del tope salarial estipulado por el Poder Ejecutivo, utilizando la movilización controlada en los marcos salariales como factor de presión ante las patronales más duras que pujaban por el “0%” de aumento. Entre la lucha de clases, la represión, y las discusiones de los de arriba Construyamos una alternativa revolucionaria para los trabajadores y la juventud

    Grupo de la FT-CI (Uruguay)