FT-CI

Artigos em português

  • Brasil

    Discurso “verde” de Marina Silva subordina a natureza aos interesses capitalistas

    25.08.2014 Um dos trunfos de Marina Silva para a campanha eleitoral, um dos fatores que mais exploram seus marqueteiros, é seu discurso ambientalista, ecológico, a defesa de um “capitalismo sustentável”. Como esse discurso Marina Silva aparece como candidata “progressista”, preocupada com questões sociais. Mas quando levantamos o véu da retórica e observamos a questão a fundo vemos que o discurso “verde” da candidata do PSB não passa disso, discurso, e que nas ações práticas longe de ser uma defensora do meio ambiente ela esta inserida na lógica capitalista e sua busca por lucros de forma desenfreada, que leva necessariamente a uma relação destrutiva com nosso meio ambiente.

    AUTOR LER-QI, Brasil | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • Brasil | San Pablo

    Alckmin e Zago mandam polícia e bombas, mas trabalhadores resistem e mostram força da greve

    23.08.2014 Mais um dia histórico na luta dos trabalhadores da USP. Completando quase 90 dias, enfrentando a intransigência da Reitoria com apoio do Governo Alckmin, os trabalhadores organizaram um novo trancaço. Fechamos a USP por um dia pra denunciar uma universidade que é fechada todos os dias pra população pobre e trabalhadora. Os piquetes nos 3 portões foram violentamente reprimidos pela polícia, mas tiveram que lidar com uma resistência de mais de 1 hora, com os trabalhadores e trabalhadoras da USP ã frente.

    AUTOR LER-QI, Brasil | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • Estados Unidos

    Racismo e brutalidade policial nos Estados Unidos

    21.08.2014 O assassinato do jovem afroamericano Michael Brown, pelas mãos da polícia da cidade de Ferguson há menos de duas semanas, reacendeu a chama da revolta contra a opressão racial nos Estados Unidos, e fez com que milhares se mobilizassem pelos quatro cantos do país. A resposta ã revolta gerada pela morte deste jovem que estava desarmado tem sido a repressão. À medida que as horas passam, mais informações sobre sua morte e a enorme violência policial são reveladas.

    AUTOR Gloria Grinberg | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • 20/08/2014 Folha de S.Paulo

    PM e grevistas da USP entram em confronto na zona oeste SP

    20.08.2014 Policiais militares e grevistas da USP entraram em confronto na manhã desta quarta-feira, após servidores trancarem o acesso aos três portões da universidade. Segundo o diretor do Sintusp (Sindicato dos Trabalhadores da USP) Magno de Carvalho um grande contingente de policiais da Força Tática da PM chegou logo nas primeiras horas da manhã.

    AUTOR Media
  • Brasil

    Uma morte que dá vida ã “terceira via” contra os trabalhadores

    20.08.2014 A morte por acidente aéreo do candidato a presidente Eduardo Campos gera uma reviravolta nas eleições que ocorrerão em outubro. Marina Silva, a vice-presidente do falecido, ao assumir a cabeça de chapa, mostra muito mais possibilidades de ganhar, dando força ao debate sobre a chamada “terceira via”, que seria uma alternativa ã tradicional oposição entre o PT de Lula e Dilma por um lado e, por outro, o PSDB do ex presidente Fernando Henrique Cardoso e do atual candidato Aécio Neves. Mas Marina, assim como Dilma e Aécio, não é uma alternativa para a maioria explorada e oprimida do país.

    AUTOR Daniel Matos | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • OFENSIVA IANQUE NO IRAQUE

    A guerra sem fim dos Estados Unidos

    17.08.2014 Enquanto o presidente Obama goza de suas férias, aviões e drones americanos novamente jogam toneladas de bombas sobre o Iraque. Esta nova aventura militar dos Estados Unidos começou na sexta-feira, dia 8 de agosto, e tem como objetivo frear o avanço do chamado Estado Islà¢mico de Iraque e do Levante, ou o próprio Estado Islà¢mico, que desde junho tomou cerca de um terço do território sírio e um quarto do território iraquiano.

    AUTOR Claudia Cinatti | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • Argentina

    Donnelley | Primeiros passos rumo ao controle operário

    16.08.2014 Sábado de madrugada. Nós, trabalhadores, vigiamos a fábrica, montamos guarda, damos voltas, controlamos a movimentação, mandamos mensagens. Há semanas, os vigiamos atentamente. Sabemos que a patronal ianque manobra a todo momento: os arames farpados, as grades nas portas e janelas, a tentativa de retirar a matéria prima impedida pelos operários, a mudança da produção para outras oficinas. Todas as tentativas de nos amedrontar, dividir, criar um clima de terror.

    | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • Brasil

    Greve dos trabalhadores da USP completa 80 dias

    16.08.2014 Hoje completamos 80 dias de greve. Na última semana os trabalhadores da USP realizaram uma manifestação histórica: retomando os métodos clássicos da classe trabalhadora, organizamos um piquete total fechando toda a cidade universitária. Esse piquete foi finalizado por um enorme ato em volta da universidade, dialogando com a população e gritando “não tem arrego!”.

    AUTOR Bruno Gilga , Diana Assunção | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • EEUU

    Ser jovem e negro continua sendo crime

    14.08.2014 Após 4 dias de protestos, dezenas de prisões e duas pessoas feridas pela polícia (uma em estado crítico), o descontetamento continua nas ruas de Ferguson, uma pequena cidade no estado de Missouri, nos Estados Unidos. “Se não há paz, não há justiça”. “Mãos ao alto, não atire”, “Onde está Mike? Em todos os lugares” são algumas das consignas das mobilizações e protestos pelo assassinato de Mike Brown.

    AUTOR Celeste Murillo | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • Brasil

    Sobre a morte de Eduardo Campos

    13.08.2014 No dia 13 de agosto, Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco e candidato ã presidência pelo PSB, morreu em um acidente de avião na cidade de Santos. Frente a sua morte, a imprensa, assim como os políticos que se pronunciaram, buscam vender a imagem de que Campos teve uma carreira política voltada aos interesses do país, como se o Brasil não fosse um país extremamente desigual, com profundas contradições sociais que determinam interesses distintos e que se chocam entre si.

    AUTOR LER-QI, Brasil | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • ARGENTINA

    Donnelley: “Contra o fechamento ilegal, nós trabalhadores ingressamos ã fábrica e a colocamos para produzir”

    12.08.2014 (Garín, 12/8). O delegado sindical da Comissão de Fábrica Jorge Medida informou que “depois que a multinacional gráfica Donnelley fechou [a fábrica] de forma absolutamente ilegal, deixando mais de quatrocentas famílias na rua, e que o Ministério do Trabalho da província constatara essa semana o não comprimento da conciliação obrigatória [1], a Comissão Interna e os trabalhadores de Donnelley resolvemos em assembleia geral ingressar e coloca-la para produzir, para defender nossa fonte de trabalho e o sustento de nossas famílias. Se a empresa volta, não permitiremos nenhuma chantagem. Vamos exigir sua reabertura nas mesmas condições de trabalho e de salário e mantendo todos os postos de trabalho. Se a patronal insiste na quebra, nós vamos continuar produzindo”.

    AUTOR PTS, Argentina | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • A crise do Ebola: Uma Herança do capitalismo e colonialismo.

    12.08.2014 No último mês tem sido freqüentes as informações acerca do pior surto de infecção pelo vírus Ebola já registrado e que assola a região Oeste do continente Africano. Localizado em nações extremamente pobres da região, como Serra Leoa, Libéria e Guiné com pontos também na Nigéria, o surto de infecção já matou mais de mil pessoas, infectou uma parcela ainda maior e levou a OMS (Organização mundial de Saúde) a declarar “estado de emergência de gravidade internacional” cujas repercussões levaram a restrições de vôos e viagens de pessoas para a região afetada.

    | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • Brasil

    Por que não fazer um “voto útil” no PT como “mal menor”?

    11.08.2014 Daqui até as eleições uma das coisas que mais vamos ouvir será: “o PT é ruim, mas o PSDB é pior”. A campanha de Dilma faz ressoar a ladainha de que os tucanos são pessimistas em relação ao país. Dizem que Aécio representa o “retrocesso” ao que foi o neoliberalismo de FHC nos anos 90, com altos níveis de desemprego, privatizações e desvalorização dos salários. Mas não se trata só do que dizem os petistas. Os trabalhadores que aventam a possibilidade do “voto útil” se baseiam em sua própria experiência: sentem que sua família de fato melhorou de vida nos últimos anos, e veem que pessoas ao seu redor melhoraram de vida. Percebem na prática as estatísticas mostram – seja pelo aumento do emprego, a valorização do salário mínimo ou os programas assistenciais como o Bolsa Família – uma relativa diminuição da pobreza no país.

    AUTOR Daniel Matos | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • OFENSIVA EM GAZA

    Os acordos de “rendição incondicional” dos palestinos depois do massacre em Gaza

    08.08.2014 No dia 5 de agosto, quase um mês depois do início da ofensiva de Tel-Aviv sobre a Faixa de Gaza, o Exército de Israel, a milícia do Hamas e distintos grupos islà¢micos concluíram uma trégua de 72 horas. Em meio a reiteradas advertências do secretário de Estado norteamericano, John Kerry, de que “ambas as partes devem ceder para chegar a um acordo de cessar-fogo duradouro” (momentos depois de os EUA conceder US$ 230 milhões de dólares para que o Exército israelense continuasse operando contra o povo palestino), as negociações no Egito culminaram na retirada das tropas israelenses do território da Faixa de Gaza. No twitter do Exército de Israel publicava-se a mensagem “missão cumprida” (referindo-se ã destruição dos “túneis terroristas” do Hamas, que facilitavam a aproximação com o território de Israel). Em verdade, os resultados são 1.881 palestinos mortos (1400 civis, com 400 crianças), 9.563 feridos, 520.000 palestinos desalojados e um rastro de destruição de boa parte da infraestrutura da Faixa, com edifícios, sistemas de distribuição de água e eletricidade, hospitais, escolas e centrais elétricas danificadas ou inutilizadas, num valor total de US$ 5 bilhões[1]. Israel se aplicou a atacar inclusive as escolas de refugiados da ONU (que abrigam quase 300.000 palestinos) matando centenas de pessoas. Do lado israelense, são 67 mortos (64 soldados e três civis): mais uma vez, não se trata de uma “guerra”, mas de um massacre, o maior em décadas deste exército opressor apoiado numa ocupação colonialista do território histórico da Palestina.

    AUTOR André Augusto | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • GREVE DA USP

    Em dia histórico, trabalhadores da USP fecham a universidade inteira e Fábio Hideki é libertado

    07.08.2014 Diante da intransigência da Reitoria da USP cortando os salários dos trabalhadores em greve, só havia uma resposta: radicalizar. Os trabalhadores da USP lançaram mão dos métodos da classe operária, como os piquetes, mas dessa vez em formato inédito na universidade: um trancaço total da USP, dos três portões principais e dos portões menores de pedestres, mantendo aberto apenas a entrada do Hospital Universitário, bem como liberando entrada das Ambulà¢ncias por qualquer portão. Além disso, foi garantido pelo movimento grevista a liberação dos ônibus das crianças da Escola de Aplicação que fariam excursão neste mesmo dia.

    AUTOR Diana Assunção | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • LIBERDADE IMEDIATA PARA TODOS OS PRESOS POR LUTAR

    Chega dessa farsa! Liberdade imediata para Fabio Hideki!

    06.08.2014 Saiu finalmente o resultado da perícia sobre os “artefatos explosivos” que serviram como justificativa para a prisão de Fabio Hideki e também para a negação de seu Habeas Corpus, o que faz com que ele esteja há mais de 40 dias preso em Tremembé. Foram duas perícias, que demoraram mais de um mês para “descobrir” que o pacote de salgadinhos e a garrafa de água de Fabio eram incapazes de explodir ou incendiar qualquer coisa.

    AUTOR LER-QI, Brasil | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • Brasil

    Inflação: um ajuste dos governos e patrões contra os trabalhadores

    30.07.2014 Vemos a cada compra do mês que os alimentos estão consumindo cada vez mais a nossa renda. Todos os dias os jornais nos bombardeiam com notícias sobre a inflação destacando como é importante o aumento das taxas de juros (hoje em 11% as maiores do mundo) e no trabalho as chefias nos dizem que é hora de começarmos sacrifícios abrindo mão de nossa luta por aumentos reais nos salários, principalmente nas datas bases, como as que virão para o próximo semestre. Como os trabalhadores e o povo pobre devem encarar este fantasma que tanto nos assombra?

    AUTOR LER-QI, Brasil | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • Ofensiva militar contra Gaza

    Querem uma trégua para dobrar os palestinos

    30.07.2014 O número de mortos e feridos pelo Estado de Israel segue em franco aumento. O exército sionista bombardeou hospitais, escolas, mesquitas e até um grupo de crianças. Já assassinaram mais de 1.000 palestinos, feriram outros 4.000 e há dezenas de milhares de refugiados. 70% dos mortos são civis e mais de 20% crianças.

    AUTOR Diego Dalai | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • GREVE DAS UNIVERSIDADES ESTADUAIS PAULISTAS

    Os trabalhadores da USP, Unesp e Unicamp podem vencer

    30.07.2014 Mesmo com todo o cerco da mídia contra a nossa greve durante a Copa do Mundo, mesmo com as férias, e mesmo com a tentativa dos Reitores de dividirem nossa greve propondo reajustes específicos Unesp e Unicamp: a greve chega em agosto no mesmo ritmo e com a mesma força que se iniciou há mais de 60 dias! A tática de desgaste da Reitoria falhou! A divisão de tarefas entre Governador e Reitores não pode mais se sustentar com o início da campanha pré-eleitoral e a tentativa do governador Geraldo Alckmin se reeleger. É questão de vida ou morte para a Reitoria impedir que a greve dos trabalhadores entre no mês de agosto e interfira no prosseguimento do ano letivo.

    AUTOR LER-QI, Brasil | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • ARGENTINA - COMBATE DE CLASSE

    Lear: algumas lições de uma “escola de guerra” internacional

    30.07.2014 A dura luta dos trabalhadores da fábrica de autopeças Lear Corporation, na Argentina, contra as centenas de demissões e suspensões ilegais promovidas por esta multinacional norteamericana, já se prolonga por 2 meses. Trata-se de uma histórica “escola de guerra”, no sentido leninista, tanto pelas lições internacionais que proporciona, quanto pela força conjunta dos inimigos que enfrenta: além da patronal imperialista, fornecedora da Ford, conta em seus ataques antioperários com a plena conivência do Governo nacional de Cristina Kirchner e da burocracia sindical do SMATA. A dureza do ataque patronal corresponde ao fato do conflito se situar no coração da indústria argentina, em um sindicato chave da produção, como efeito dos avanços nítidos do sindicalismo de base junto ã esquerda (particularmente o PTS – Partido dos Trabalhadores Socialistas, organização irmã da LER-QI na Argentina) nas principais fábricas da zona norte de Buenos Aires.

    AUTOR André Augusto | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • Vergonhoso vídeo sobre o massacre de Israel em Gaza

    Brasil: O PSOL e a posição escandalosa de sua candidata Solange Pacheco

    29.07.2014 Está circulando pelas redes sociais um vídeo e textos da candidata pelo PSOL a deputada federal do Rio de Janeiro, Solange Pacheco, que é uma verdadeira afronta a todos os que se consideram de esquerda. No vídeo, Solange Pacheco, se apresenta como candidata do PSOL, e afirma ter “um firme propósito de expressar sua indignação contra os ignorantes que estão crucificando Israel”.

    AUTOR Simone Ishibashi | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • POR UMA PALESTINA LIVRE, LAICA E SOCIALISTA

    Querem uma trégua para dobrar os palestinos

    25.07.2014 O número de mortos e feridos pelo Estado de Israel segue em franco aumento. O exército sionista bombardeou hospitais, escolas, mesquitas e até um grupo de crianças. Já assassinaram mais de 1.000 palestinos, feriram outros 4.000 e há dezenas de milhares de refugiados. 70% dos mortos são civis e mais de 20% crianças. Dura resistência da população da Faixa Desde que começou a invasão terrestre, as mortes do lado israelense começaram a aumentar. Ao fechamento desta edição haviam morrido 32 soldados em combates de rua dentro da Faixa, e 3 civis. O lançamento de foguetes em Israel, praticamente a única arma (muito rudimentar e de efeito destrutivo escasso) com que conta o Hamas para se defender, não pôde ser detida ainda pela incursão terrestre.

    AUTOR Diego Dalai | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • Brasil

    Chega dos parasitas dessa “democracia dos ricos”

    23.07.2014 Vem se aproximando mais uma vez aquele momento no qual, a cada dois anos, nos dizem que decidimos o futuro do nosso país. À velha e gasta propaganda do “direito e dever de cidadão” que supostamente exercemos ao ir ás urnas, se soma um nem-tão-novo discurso que diz que “o verdadeiro protesto é nas urnas”. Essas “lições” vêm do mesmo lugar, e essa última, em particular, se dirige ã juventude que foi ás ruas ás centenas de milhares no ano passado e conseguiu barrar os aumentos das passagens; dirige-se também ás dezenas de milhares de trabalhadores que fizeram greves, muitas vezes atropelando seus próprios sindicatos, e conseguiram em muitos casos conquistar aumentos significativos – em especial os garis do Rio.

    AUTOR LER-QI, Brasil | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • Brasil

    A luta das mulheres e o transporte público: um debate sobre os vagões exclusivos

    21.07.2014 Há um tempo vem se desenvolvendo na esquerda e no movimento feminista uma discussão acerca da criação de vagões exclusivamente para mulheres (também conhecidos no movimento como “vagões rosas”). Essa discussão adquiriu um novo capítulo no Estado de São Paulo nos últimos dias após aprovação na Assembleia Legislativa do projeto de lei (175/13), no dia 03/07, assinado pelo deputado Jorge Caruso do PMDB, que reserva um vagão específico para mulheres em cada trem da CPTM e metrô de SP. O que falta para ser aprovado é a sanção do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que teoricamente teria 15 dias para dar um resposta. Junho de 2013 escancarou as condições precárias dos serviços sociais, como o transporte público com tarifas caríssimas, superlotação, quantidade de linhas que não atende a população e os assédios dentro dos vagões dos trens e metrô da qual as mulheres são vítimas todos os dias. Desde o começo do ano a questão dos assédios no transporte público tem tido repercussão e sido bastante debatida entre o movimento feminista, agora com campanhas a favor e contra vagão exclusivo para as mulheres.

    AUTOR LER-QI, Brasil | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • DECLARAÇÃO DA FT-QI SOBRE O ATAQUE ISRAELENSE A GAZA

    Declaração da FT-QI: Basta de ataques de Israel contra o povo palestino!

    19.07.2014 Depois de uma semana de bombardeios brutais contra a população civil de Gaza, que deixou um saldo de pelo menos 172 mortos (entre eles 36 crianças), mais de 1500 feridos, o governo israelense do direitista Benjamin Netanyahu continua com a operação “Margen Protector”, enquanto avalia a trégua proposta pelo governo golpista do Egito.

  • COPA DO MUNDO NO BRASIL

    Para quê serviu a Copa do Mundo no Brasil?

    16.07.2014 Apesar das muito medíocres passagens da seleção brasileira pelas oitavas e quartas de final, a paixão pelo futebol fez com que a torcida pela seleção tomasse o sentimento da maioria da população. Durante algumas semanas, as enchentes, as filas nos hospitais, as escolas que se assemelham a cadeias, a precariedade e os altos preços dos transportes, a falta de moradia, a corrupção deslavada, as greves contra a desvalorização dos salários provocada pela crescente inflação, todas essas questões que vinham se alternando no primeiro plano da realidade política nacional passaram para um segundo plano em função da torcida e da diversão proporcionada pelos jogos.

    AUTOR Daniel Matos | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • GREVE DO METRÔ DE SÃO PAULO

    A verdade sobre uma direção que não esteve ã altura da heróica greve dos metroviários

    15.07.2014 Num artigo intitulado “A verdade sobre a heróica greve dos metroviários de São Paulo” o presidente do Sindicato dos Metroviários e militante do PSTU/LIT, Altino, polemiza com o que diz ser as posições da LER-QI sobre a greve. Diz que somos um “pequeno grupo na categoria”, mas “respondeu” nosso balanço porque somos dezenas junto a independentes no Metroviários pela Base (MPB) e influenciamos outras centenas, que apesar da derrota estão tirando conclusões pela esquerda da greve, construindo uma alternativa combativa e classista. No site da LIT o texto está na capa. O PSTU quer encobrir para a esquerda internacional sua incapacidade de dirigir a greve dos metroviários para transformá-la numa “batalha de classe”. Mas no site do PSTU não se encontra. Os metroviários do PSTU nem difundem esse artigo.

    AUTOR LER-QI, Brasil | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • Extraordinária Conferência de imprensa no Congresso Nacional

    Os trabalhadores da Lear anunciam uma intensificação de seu plano de luta

    15.07.2014 Os trabalhadores da Lear anunciaram hoje uma intensificação de seu plano de luta pela reincorporação dos 110 demitidos, 100 suspensos sem nenhuma remuneração e pelo regresso de sua comissão interna ã planta da fábrica que a autopeças norte-americana tem em General Pacheco (Zona Norte de Buenos Aires) em uma conferência lotada pública realizada no Congresso Nacional, na qual participaram desde ás Mães da Praça de Maio até deputados nacionais e estaduais, além de dezenas de organizações sociais solidárias. Os trabalhadores anunciaram uma nova jornada nacional de luta com piquetes e outras medidas de luta para a próxima quarta-feira, 16 de julho. Antes disso, na terça-feira, dia 15, se manifestarão em frente ao Ministério do Trabalho para exigir sua intervenção frente ã evidente ilegalidade em que se encontra a empresa Lear Corporation.

    AUTOR PTS, Argentina | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • NÃO AO GENOCÍDIO DO POVO PALESTINO!

    O “pogrom ” palestino como política de Estado

    13.07.2014 A ofensiva israelense sobre Gaza já deixou mais de 121 mortos, e 900 feridos, tendo despejado 800 toneladas de bombas. Somente no dia 11/07 foram assassinadas 22 crianças. Combina-se a isso uma prisão massiva de 400 palestinos, sem qualquer alegação. Simplesmente por serem palestinos. Estamos frente a um novo capítulo da política genocida levada adiante pelo Estado sionista de Israel. Agora, o governo israelense chefiado por Benjamin Nethanyahu anuncia que realizará uma nova ofensiva terrestre, evidentemente sob o beneplácito do imperialismo norte-americano, bem como dos europeus.

    AUTOR Simone Ishibashi | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • LEAR NA ARGENTINA

    Lear, uma dura resistência operária

    11.07.2014 A luta dos operários de Lear já é conhecida por milhões. A simpatia é forte e não é casual. Eles enfrentaram as demissões, e o povo trabalhador sabe que se as empresas tem via livre para demitir, quanto mais avance a crise, esse grande flagelo dos anos ’90 que foi o desemprego pode voltar com força renovada.

    AUTOR Jonatan Ros | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • Argentina - LEAR

    Grande jornada nacional de luta contra as demissões na autopeças Lear

    09.07.2014 Com cortes e bloqueios de ruas e acessos em várias cidades do país, realizou-se hoje uma grande jornada nacional de luta contra as demissões na fábrica de autopeças norteamericana Lear Corporation, causa que motivou o apoio da CGT Hugo Moyano [1] e a presença do deputado Facundo Moyano esta manhã nas portas desta fábrica na localidade de General Pacheco.

    AUTOR PTS, Argentina | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • Jornada nacional de luta contra as demissões em Lear, Argentina

    Clara mensagem ás patronais e ao Governo: não queremos demissões como em Lear

    08.07.2014 Grande jornada nacional com resistência ã repressão da Gendarmeria Nacional, bloqueios na autopista Panamericana, Ponte Pueyrredón, cidades de Córdoba, Mendoza, Neuquén, Rosario e em toda a Argentina. Companheiras golpeadas. Os manifestantes se organizam para liberar os cinco presos.

    AUTOR PTS, Argentina | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • Com repressão não vão parar o grito contra as demissões

    Trabalhadores de Lear cortam vias centrais contra as demissões e pela liberação dos presos

    08.07.2014 Trabalhadores da fábrica de autopartes Lear culminam a jornada nacional de luta com um corte de rua em Corrientes e Callao (centro de Buenos Aires) reclamando a reincorporação dos trabalhadores demitidos e suspendidos, e pela libertação dos presos na brutal repressão da Gendarmeria Nacional no bloqueio da autopista Panamericana. Entre os feridos encontram-se Victoria Moyano, neta restituida, e o advogado Charly Platkowski, presidente do Centro de Profissionais pelos Direitos Humanos da Capital.

    AUTOR PTS, Argentina | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • DEMISSÕES ILEGAIS EM LEAR NA ARGENTINA

    Lear: começou uma grande batalha de classe

    06.07.2014 Na quinta-feira dia 26, uma barulhenta coluna de trabalhadores gráficos de Donnelley bloqueou as avenidas Callao e Corrientes as 16h da tarde. Foram acompanhados por dezenas de outros trabalhadores, estudantes e militantes do PTS e do PO. As 17h chegaram os trabalhadores de Lear para denunciar as suspensões sem remuneração que pesavam então sobre 200 companheiros. O bloqueio foi massivo. A Polícia Federal provocou e reprimiu, levando um companheiro detido. Mas não impediram que o bloqueio se convertesse em uma marcha até a Câmara de Comércio Norte-americana, convocada pelos trabalhadores e as comissões internas de Donnelley e Lear, duas empresas norte-americanas abutres que querem usar uma crise que não existe para suspensões e demissões de operários combativos. A mobilização conjunta denunciou que estas empresas ianques fazem o que querem no país. Mesmo que o governo fale contra os “fundos abutres”, sua retórica não impede que estes monopólios tentem passar por cima dos direitos dos trabalhadores do país.

    AUTOR PTS, Argentina | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • LEAR NA ARGENTINA

    Argentina: fábrica Lear, paralisação total e mais de três horas de corte

    02.07.2014 Esta manha, a partir das 6 horas centenas de operários começaram a agrupar-se no quilometro 31 da rodovia Panamericana, enquanto dentro da multinacional norte americana Lear se organizava uma paralisação total. “NENHUMA DEMISSÃO” era a consigna que unia as centenas de trabalhadores desta empresa junto a dezenas de delegações de fábricas da zona e centro de estudantes. Nos últimos dias essa fábrica de autopeças, que produz cabos para a produção de vários modelos de carros fabricados pela Ford, enviou mais de cem telegramas de demissões, logo após ter suspendido sem salário a outros duzentos trabalhadores a pesar do parecer do Ministério de Trabalho que havia determinado a medida como ilegal.

    AUTOR PTS, Argentina | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • ESTADO ESPANHOL

    Estado espanhol: as greves heróicas de Panrico e Coca Cola

    02.07.2014 Após quase 40 anos de reinado, o Rei Juan Carlos I abdica o trono em favor de seu filho, Felipe de Bourbon, como medida para realavancar o prestígio desta instituição reacionária da monarquia, cravejada de casos de corrupção. Em meio ã crise econômica e o afundamento dos partidos tradicionais da burguesia, a renúncia do Rei abriu um novo período de mobilizações democráticas e da juventude como não se via desde o 15M de 2011.

    AUTOR André Augusto | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • Argentina | XIV CONGRESSO DO PTS

    As tarefas do partido no Congresso do PTS: novos meios para multiplicar a influência política e a militância operária e juvenil

    01.07.2014 O informe, a cargo de Fredy Lizarrague, partiu de reafirmar que do ponto de vista do objetivo do PTS de construir um partido revolucionário da vanguarda operária, se encontrava na transição “de 1.000 a 10.000” militantes, onde o próprio desenvolvimento já não depende só da atividade propagandística (como em grupos menores), senão essencialmente de acertar ou não na política mais geral e dos triunfos e derrotas na luta de classes. Os avanços na inserção no movimento operário e estudantil, na conquista de presença política nacional com deputados nacional e provincial, e o desenvolvimento como força militante, nos localizam nessa transição. Para ilustrar, tomou a discussão que faz Trotsky na Alemanha nos anos ‘30 com o Partido Comunista: esse ano a Internacional Comunista de conjunto discutia o problema da “desproporção”, no sentido de que os PC haviam crescido eleitoralmente na França e na Alemanha, mas não como força militante. Na Alemanha o PC crescia 1,3 milhão de votos, enquanto os fascistas cresciam 5,6 milhões. Trotsky discute primeiro que o balanço eleitoral em si não era pra festejar, como fazem os stalinistas, e depois o problema da “desproporção” entre a influência política e o desenvolvimento militante. Assinala que o stalinismo alemão vai tentar resolver a ‘desproporção’ com medidas organizativas: “temos influencia eleitoral, temos que nos construir, então vamos meter gente no partido aos montes”. É uma interpretação burocrática, administrativa, do problema. Há um problema político, dizia Trotsky. Na Alemanha, os operários não têm confiança no PC. Votam nele porque representa a Revolução de Outubro na Rússia, por suas bandeiras, não pelas políticas da direção. Nesse momento tiveram a política desastrosa do “Terceiro período”, ou seja, a caracterização dos socialdemocratas como “social-fascistas”, em lugar da frente única operária contra os nazistas. Não podem gerar entusiasmo e confiança nos operários para militar no partido. Embora os socialdemocratas tirem 8,6 milhões de votos e o Partido Comunista 4,6 milhões, esses votos socialdemocratas tampouco são muito fanáticos de seu próprio partido. O PC tão é desastroso que poderia ter crescido muito mais eleitoralmente.

    AUTOR PTS, Argentina | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • GREVE DAS UNIVERSIDADES ESTADUAIS PAULISTAS

    Fortalecer e radicalizar a greve para derrotar o CRUESP e o governo

    26.06.2014 Para os trabalhadores o chamado “choque de gestão” capitalista do governo Alckmin, que teria como objetivo reduzir os gastos do estado se traduz em medidas de ataque aos trabalhadores. A mais emblemática é a imposição do arrocho salarial dos trabalhadores e professores das universidades estaduais paulistas, e ataques diretos a educação e a saúde, como congelando as contratações, cortando exames oferecidos pelo Hospital Universitário e avançando na terceirização e privatização. Se arrocham salários dos trabalhadores e professores e serviços públicos, não fazem o mesmo com seus próprios salários que tiveram reajustes de mais de 50 %.

    AUTOR LER-QI, Brasil | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • Brasil

    Crise sindical e a luta pela construção de um partido revolucionário no Brasil

    26.06.2014 Este ano marca o início de um forte processo da classe trabalhadora brasileira, que teve como antessala as grandes jornadas de junho de 2013. Trata-se da maior onda de greves em vinte anos. Para os revolucionários analisar os processos de ruptura dos trabalhadores com o lulismo e seus agentes – os burocratas sindicais – é exercício fundamental na reflexão sobre a construção de um partido revolucionário no Brasil.

    AUTOR Diana Assunção , Thiago Flamé | ORGANIZAÇÃO LER-QI (Liga Estratégia Revolucionária) do Brasil
  • GREVE MINEIRA NA áFRICA DO SUL

    Após seis meses de luta, vence a greve dos mineiros da África do Sul

    26.06.2014 Na segunda-feira 23 de junho, J. Mathunjwa, presidente da AMCU (Associação de Mineiros e Sindicato da Construção, segundo sigla em inglês) anunciava a assinatura do acordo salarial que colocava fim ã greve mais longa do mineiros do cordão da platina na África do Sul. Quase 6 meses de paralisação foram necessários para que os trabalhadores dobrassem as patronais multinacionais das 3 principais minas (Lonmin, Anglo American Platinum e Impala Platinum) e conseguissem que o aumento salarial dos mineiros chegasse a 12.500 rand (aproximadamente 1.200 dólares) mediante aumentos mensais durante os próximos 3 anos. Desde o governo e setores empresariais, a vitória dos mineiros foi tomada com preocupação frente a possibilidade de que o exemplo de luta se estenda a outros setores de trabalhadores no país.

    AUTOR Diego Sacchi | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • XIV CONGRESSO DO PTS

    Congresso do PTS lança campanha contra a dívida e vota pré-candidatos para fórmula presidencial

    23.06.2014 O XIV° Congresso do PTS, que está em sessão na Cidade de Buenos Aires desde a sexta-feira, dia 20/6, votou por unanimidade na sessão de hoje (21/6) lançar uma “campanha nacional pelo não pagamento da dívida externa” e a exigência de “uma consulta popular vinculante para que seja o povo que decida”. Nos fundamentos da resolução se coloca que “a extorsão não só vem dos fundos abutres, mas da mecânica do conjunto da dívida externa. Não defendemos o não pagamento como uma medida isolada, mas como parte de um programa integral de soberania nacional contra o imperialismo, que inclui a criação de um banco nacional único e a nacionalização do comércio exterior”.

    AUTOR PTS, Argentina | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • Argentina | XIV CONGRESSO DO PTS

    O PTS resolve lançar um jornal e vota pré-candidatos para a fórmula presidencial

    23.06.2014 Um jornal digital multimidia, pré-candidatos para a fórmula presidencial da Frente de Esquerda e uma campanha pelo não pagamento da dívida externa e pela convocatória de uma consulta popular para decidir sobre o tema foram algumas das principais resoluções do XIV Congresso do PTS que sediou suas sessões na Cidade de Buenos Aires, da sexta-feira dia 20/6 até o domingo dia 22/6.

    AUTOR PTS, Argentina | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina
  • Argentina: XIV Congresso do PTS

    Congresso do PTS lança campanha contra a dívida e vota pré-candidatos para fórmula presidencial

    22.06.2014 O XIV° Congresso do PTS, que está em sessão na Cidade de Buenos Aires desde a sexta-feira, dia 20/6, votou por unanimidade na sessão de hoje (21/6) lançar uma “campanha nacional pelo não pagamento da dívida externa” e a exigência de “uma consulta popular vinculante para que seja o povo que decida”. Nos fundamentos da resolução se coloca que “a extorsão não só vem dos fundos abutres, mas da mecânica do conjunto da dívida externa. Não defendemos o não pagamento como uma medida isolada, mas como parte de um programa integral de soberania nacional contra o imperialismo, que inclui a criação de um banco nacional único e a nacionalização do comércio exterior”.

    AUTOR PTS, Argentina | ORGANIZAÇÃO PTS (Partido de los Trabajadores Socialistas/ Partido dos Trabalhadores Socialistas) da Argentina

Jornais

  • EDITORIAL

    PTS (Argentina)

  • Actualidad Nacional

    MTS (México)

  • EDITORIAL

    LTS (Venezuela)

  • DOSSIER : Leur démocratie et la nôtre

    CCR NPA (Francia)

  • ContraCorriente Nro42 Suplemento Especial

    Clase contra Clase (Estado Español)

  • Movimento Operário

    MRT (Brasil)

  • LOR-CI (Bolivia) Bolivia Liga Obrera Revolucionaria - Cuarta Internacional Palabra Obrera Abril-Mayo Año 2014 

Ante la entrega de nuestros sindicatos al gobierno

1° de Mayo

Reagrupar y defender la independencia política de los trabajadores Abril-Mayo de 2014 Por derecha y por izquierda

La proimperialista Ley Minera del MAS en la picota

    LOR-CI (Bolivia)

  • PTR (Chile) chile Partido de Trabajadores Revolucionarios Clase contra Clase 

En las recientes elecciones presidenciales, Bachelet alcanzó el 47% de los votos, y Matthei el 25%: deberán pasar a segunda vuelta. La participación electoral fue de solo el 50%. La votación de Bachelet, representa apenas el 22% del total de votantes. 

¿Pero se podrá avanzar en las reformas (cosméticas) anunciadas en su programa? Y en caso de poder hacerlo, ¿serán tales como se esperan en “la calle”? Editorial El Gobierno, el Parlamento y la calle

    PTR (Chile)

  • RIO (Alemania) RIO (Alemania) Revolutionäre Internationalistische Organisation Klasse gegen Klasse 

Nieder mit der EU des Kapitals!

Die Europäische Union präsentiert sich als Vereinigung Europas. Doch diese imperialistische Allianz hilft dem deutschen Kapital, andere Teile Europas und der Welt zu unterwerfen. MarxistInnen kämpfen für die Vereinigten Sozialistischen Staaten von Europa! 

Widerstand im Spanischen Staat 

Am 15. Mai 2011 begannen Jugendliche im Spanischen Staat, öffentliche Plätze zu besetzen. Drei Jahre später, am 22. März 2014, demonstrierten Hunderttausende in Madrid. Was hat sich in diesen drei Jahren verändert? Editorial Nieder mit der EU des Kapitals!

    RIO (Alemania)

  • Liga de la Revolución Socialista (LRS - Costa Rica) Costa Rica LRS En Clave Revolucionaria Noviembre Año 2013 N° 25 

Los cuatro años de gobierno de Laura Chinchilla han estado marcados por la retórica “nacionalista” en relación a Nicaragua: en la primera parte de su mandato prácticamente todo su “plan de gobierno” se centró en la “defensa” de la llamada Isla Calero, para posteriormente, en la etapa final de su administración, centrar su discurso en la “defensa” del conjunto de la provincia de Guanacaste que reclama el gobierno de Daniel Ortega como propia. Solo los abundantes escándalos de corrupción, relacionados con la Autopista San José-Caldera, los casos de ministros que no pagaban impuestos, así como el robo a mansalva durante los trabajos de construcción de la Trocha Fronteriza 1856 le pusieron límite a la retórica del equipo de gobierno, que claramente apostó a rivalizar con el vecino país del norte para encubrir sus negocios al amparo del Estado. martes, 19 de noviembre de 2013 Chovinismo y militarismo en Costa Rica bajo el paraguas del conflicto fronterizo con Nicaragua

    Liga de la Revolución Socialista (LRS - Costa Rica)

  • Grupo de la FT-CI (Uruguay) Uruguay Grupo de la FT-CI Estrategia Revolucionaria 

El año que termina estuvo signado por la mayor conflictividad laboral en más de 15 años. Si bien finalmente la mayoría de los grupos en la negociación salarial parecen llegar a un acuerdo (aún falta cerrar metalúrgicos y otros menos importantes), los mismos son un buen final para el gobierno, ya que, gracias a sus maniobras (y las de la burocracia sindical) pudieron encausar la discusión dentro de los marcos del tope salarial estipulado por el Poder Ejecutivo, utilizando la movilización controlada en los marcos salariales como factor de presión ante las patronales más duras que pujaban por el “0%” de aumento. Entre la lucha de clases, la represión, y las discusiones de los de arriba Construyamos una alternativa revolucionaria para los trabajadores y la juventud

    Grupo de la FT-CI (Uruguay)